-->

banner topo

Precisamos falar sobre relacionamentos abusivos


No início tudo é bom. Há carinho, delicadeza e sobram elogios. Aos poucos, você torna-se uma pessoa ruim para aquele "maravilhoso" ser. O carinho passa a existir apenas depois de brigas(que, por sinal, tornam-se frequentes), assim como a delicadeza. Os elogios são substituídos por ofensas. Por vezes, você pensa: "Eu não sou assim. Não mereço isso". Mas você ouve as mesmas coisas tantas vezes que passa a acreditar naquilo tudo. "Eu nunca terei alguém melhor", "era só ciúmes", "ele nunca tinha sido violento antes", "ele prometeu não fazer mais". Nas brigas, você sempre é culpada, mesmo que o erro do parceiro esteja estampado na cara. No fundo, você sabe que está em um relacionamento ruim, mas não sabe como sair dele. Sente vergonha, sente medo, sente insegurança. Falo tudo isso por experiência própria. E acredite: você não é uma pessoa ruim. É normal ter inúmeras incertezas e sentir-se receosa, mas sair de algo que lhe faz mal é a melhor coisa. É difícil, eu sei. Mas não se prenda a alguém que não lhe faz bem. Não era apenas ciúmes. Não era medo de lhe perder. Não era algo que não voltaria a acontecer. Você é maravilhosa e merece algo melhor. Não falo apenas sobre um parceiro não. Falo sobre viver, aproveitar e ser realmente feliz. Você pode. Você consegue. Pode doer, mas estamos aqui, todas unidas, prontas para estender as mãos. Aos poucos, perceberá que a vida estará mais "colorida", e que livrar-se foi a melhor escolha para você. Não é egoísmo colocar-se em primeiro lugar. Não se preocupe com o que irão pensar. Deixe-se rodear apenas por aquilo que te soma.

1 Comentário

Os comentários publicados não representam a opinião do site ou dos autores e são de total responsabilidade do usuário que os editou e submeteu à publicação.

 
Desenvolvido por Michelly Melo.

Personalizado por Eve Scintilla.