-->

banner topo

Quando bate aquele desânimo



Tem dias que não acordamos bem. O trabalho nos cansa mais do que o normal, a faculdade estressa e a vontade de fazer qualquer coisa torna-se inexistente.

Seguimos nossa rotina nos arrastando ao longo do dia. Às vezes, durante uns dias, uma semana... Muitas vezes ficamos tão perdidos em nossos compromissos, na correria do cotidiano, que sequer temos tempo de perceber que as coisas não estão indo bem até que, de fato, ficamos extremamente desanimados e, para completar, culpados por nos sentirmos assim. Mas está tudo bem. Ninguém é de ferro. Todos temos dias ruins. E você que está lendo esse texto: não se culpe por sentir-se assim. Busque fazer aquilo que gosta. Leia um livro, assista aquela série que, devido à falta de tempo, está atrasada há mais de um mês. Cuide da sua alimentação e do seu sono. Eu sei que muitas vezes você fica devendo nesses casos. Cuide-se de modo geral e, em hipótese alguma, deixe isso fazer com que se sinta mal. Livre-se de tudo que não te faz bem, não force a barra. Sua saúde mental vale mais do que isso tudo. Você vale muito. 

É importante que você tenha responsabilidade não apenas com o trabalho ou a faculdade, mas consigo mesmo também. Divirta-se. Não se esqueça: está tudo bem não se sentir bem, e também está tudo bem você querer se afastar de coisas que lhe afetam.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Os comentários publicados não representam a opinião do site ou dos autores e são de total responsabilidade do usuário que os editou e submeteu à publicação.

 
Desenvolvido por Michelly Melo.

Personalizado por Eve Scintilla.