-->

banner topo

[RESENHA] No meio do caminho tinha um amor

SINOPSE    Eu achava que o amor existia, mas não era pra mim. Você foi a prova que eu estive errado por muito tempo!' – Matheus Rocha. Às vezes, a gente insiste em viver um relacionamento que já chegou ao final faz tempo. Tentamos resistir, fazer de tudo para durar mais, lutando para trazer de volta os momentos mágicos do início. Mas, quando o amor acaba, no lugar do conforto e do carinho que existiam só restam feridas que vão doer por um bom tempo e deixar cicatrizes que não desaparecerão. Porque o amor nem sempre é para sempre. Com o fim vem a tristeza, a saudade, a mágoa, o desespero e a vontade de nunca mais sentir aquela dor. Aí fechamos as portas ao perigo de sermos machucados outra vez, mas também à chance de sermos amados de novo. Um belo dia, quando as lágrimas já secaram e nos esquecemos do desconforto, com muito cuidado abrimos uma fresta só para ver a vida lá fora. E, assim como um raio de sol que entra por qualquer brecha, de repente uma vontade de recomeçar nos invade e tudo volta a fazer sentido. E, sem nem saber como, no meio do caminho avistamos novamente o amor – e a certeza de um novo começo!

" Só espere do céu chuva. Talvez ainda raios, trovões, vento. Não presentes estes, você tem que se esforçar para receber."
    O livro tem uma edição super linda e colorida, páginas brancas e é narrado em primeira pessoa.
Não se trata de uma história, mas sim do autor divagando sobre amor eterno, desilusões amorosas, rompimentos, seus conflitos internos, sobre seguir em frente, saudade, traição... até chegar a um novo amor. Passando primeiro pelo fim de um relacionamento, o meio (superação) e chegando a um novo começo. As ilustrações são frases retiradas dos próprios textos.
   Um autoajuda para refletir sobre relacionamentos amorosos e aprender a seguir em frente independente do que se passou, cada experiência é válida e devemos nos arriscar novamente sem medo se quisermos "correr o risco" de sermos felizes.
   Infelizmente foi uma leitura que não fluiu e não funcionou muito bem para mim, pois é um tipo de leitura que realmente não me agrada. Me decepcionei por pensar que se tratava de uma história e foi uma leitura bastante arrastada.
" É preciso deixar as pessoas que amamos quebrarem a cara para que elas saibam, assim como nós, por que dói tanto enfiar o dedo na tomada. Porque uma topada faz sangrar e nem todos os amores serão doces."

Esse livro foi foi cedido pela Editora Sextante no 1º evento da Alinça dos blogueiros.

INFORMAÇÕES DO LIVRO

§ Autor: Matheus Rocha
§ Editora: Sextante
§ Gênero: Autoajuda
§ Páginas: 176
§ Ano de publicação: 2016
§ No idioma: Português
§ ISBN: 9788543103792
§ Avaliação média: 4.2
§ Minha avaliação: 3/5
§ Data da resenha: 15/03/2017
§ No Skoob


1 Comentário

  1. Olá Vanessa, tudo bem?
    Esse livro me lembra o "Muito amor, por favor".
    Também não é meu estilo favorito, mas eu gosto de ler as vezes, pra passar o tempo.

    Beijos e seguindo aqui...

    http://excentricagarota.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Os comentários publicados não representam a opinião do site ou dos autores e são de total responsabilidade do usuário que os editou e submeteu à publicação.

 
Desenvolvido por Michelly Melo.

Personalizado por Eve Scintilla.