-->

banner topo

[RESENHA] Sasha, o fenômeno

SINOPSE: Havia quem considerasse Sasha Simmel um messias demoníaco, vindo no fim dos tempos. Outros preferiam tomá-lo por uma espécie de anjo misterioso. Alguns acreditavam que se tratava apenas de mais um terrorista, transmitindo um vírus de computador para pessoas. Mas o que se sabe é que o fenômeno teve início. Zoe Ebner conta a história toda, desde o instante que ingressou nas cidades de vidro como uma atriz pornô e conheceu Sasha, até o seu fim enigmático. Uma breve história de amor em um futuro agnóstico. Em "Sasha, o fenômeno", o mundo está seduzido pelo teotecnismo, doutrina em que se adoram homens célebres televisionadas vinte e quatro horas. Nas cidades de vidro, coração da nova esperança, não se aceita outra religião. A natureza, por outro lado, ou Deus, Como alguns suspeitam, revela uma vontade contrária. Existe alguém em especial para ser o centro das atenções. Talvez tivesse uma mensagem para a humanidade, como um bom messias, Mas quado tudo já está dito, ser apenas um lembrete pode bastar para mudar os rumos da história. Um livro ara quem gosta de inventar apocalipses.


     Antes de mais nada quero dizer que amei a capa desse livro, estes prédios em parte mesclados ao céu como uma dupla exposição deixou a capa linda. Na miniatura da capa não dá para ver tanto, por isso tive de fazer uma foto para mostrar como ela é perfeita!
Sasha, o fenômeno é o tipo de livro que você se pergunta o porque ele não foi tão estendido, a história tem bastante ramificações que poderiam ser desenvolvidas em um livro mais extenso ou em outros livros, para quem gosta de distopias mas não curte séries de livros é uma ótima indicação.
    Todo o processo desde a saída da Zoe da cidade de pedras, sua ida para Miriã como tentativa de chegar a Abadon a primeira cidade de vidro, o processo seletivo com Reno que a tornou numa atriz pornô, até o seu encontro com Sasha é tudo muito rápido.


    Enquanto Zoe conta essa história, por conta de seu desenvolvimento acelerado, a forma como a personagem se anula para falar de Sasha faz com que a leitura remeta a um evangelho, e só lendo o livro até o fim que entendemos o significado dessa escrita.
    A leitura das últimas 30 páginas foi torturante, mas no melhor sentido da palavra, eu realmente enrolei a leitura por não querer ver o fim da história. Quando a vida de Sasha tem uma reviravolta e eles são levados por determinada organização você começa a pensar no início do livro sobre o porquê Zoe está contando essa história e não o Sasha, sobre a contracapa do livro, afinal o que acontece com Sasha, quem é esse cara misterioso? Ele realmente não tem nenhuma culpa a respeito de nada do que está acontecendo? 



INFORMAÇÕES DO LIVRO

Autor: Ariel Ganassim
Editora: Fragmentos
Gênero: Literatura Brasileira, Ficção, Distopia.
Páginas: 178
Ano de publicação: 2016
No idioma: Português
ISBN: 978-85-5507-269-7
Avaliação média: 3.9 / 5
Minha avaliação: 4.5 / 5
Data da resenha: 12/03/2017
No Skoob

Nenhum comentário

Postar um comentário

Os comentários publicados não representam a opinião do site ou dos autores e são de total responsabilidade do usuário que os editou e submeteu à publicação.

 
Desenvolvido por Michelly Melo.

Personalizado por Eve Scintilla.