-->

banner topo

[RESENHA] A Lista Negra

segunda-feira, outubro 02, 2017
Sinopse: E se você desejasse a morte de uma pessoa e isso acontecesse? E se o assassino fosse alguém que você ama? O namorado de Valerie Leftman, Nick Levil, abriu fogo contra vários alunos na cantina da escola em que estudavam. Atingida ao tentar detê-lo, Valerie também acaba salvando a vida de uma colega que a maltratava, mas é responsabilizada pela tragédia por causa da lista que ajudou a criar. A lista com o nome dos estudantes que praticavam bullying contra os dois. A lista que ele usou para escolher seus alvos. Agora, ainda se recuperando do ferimento e do trauma, Val é forçada a enfrentar uma dura realidade ao voltar para a escola para terminar o Ensino Médio. Assombrada pela lembrança do namorado, que ainda ama, passando por problemas de relacionamento com a família, com os ex-amigos e a garota a quem salvou, Val deve enfrentar seus fantasmas e encontrar seu papel nessa história em que todos são, ao mesmo tempo, responsáveis e vítimas. A lista negra, de Jennifer Brown, é um romance instigante, que toca o leitor; leitura obrigatória, profunda e comovente. Um livro sobre bullying praticado dentro das escolas que provoca reflexões sobre as atitudes, responsabilidades e, principalmente, sobre o comportamento humano. Enfim, uma bela história sobre auto-conhecimento e o perdão.

     Nick Levil, o autor do tiroteio do Colégio Garvin, se matou depois de atirar em Valerie, de 16 anos no dia 2 de maio. Ninguém soube dizer ao certo se ela foi uma heroína por pular na frente de Jessica, sua arqui-inimiga que jamais imaginara salvar, ou se estava junto com seu namorado nessa. Valerie e Nick começaram a escrever sobre as pessoas das quais não gostavam em um caderno. Assim surgiu "a lista negra": um caderno de capa vermelha onde eram listadas as pessoas que praticavam bullying contra eles. Pessoas que Nick achava que mereciam algum tipo de punição por conta disso.
     Todos se voltam contra Valerie, até mesmo seus pais, pois acreditam que ela é a culpada de ter comandado as mortes,mas apesar disso ela não consegue odiar seu falecido namorado. Não consegue relacionar o garoto que amava com aquele que cometeu tais atrocidades. Ela se culpa por não ter percebido nada. Por não ter entendido que ele falava sério. Então conhecemos os dois lados de Nick: o namorado romântico que foi tão vítima quanto cada um dos adolescentes assassinados, e o agressor que abriu fogo contra a escola.
     Frank,o irmão de Val, se sente deixado de lado por toda atenção que acaba sendo voltada para Valerie. Seu pai a culpa por tudo que estão passando, preferia interná-la novamente e viver em paz sua vida com sua amante e sua mãe teme que Val machuque a si mesma. Às vezes ela só queria fugir galopando em seus cavalos do papel de parede.
     O livro é contado pelo ponto de vista da Val, mesclado com pedaços de matérias do jornal local a respeito da tragédia, que servem para nos situar melhor dentro dos acontecimentos e relatam como ocorreram as mortes. Vai tratar de assuntos como bullying, depressão, suicídio e tudo que habita entre um e outro. Assuntos importantes que cansamos de ver na vida real e que precisam ser discutidos com seriedade.
     Gostei muito de como a história foi concluída e foi uma narrativa um tanto angustiante, pois consegui me ver na pele de cada pessoa ali apesar de o livro ser narrado pela Val.

"É preciso entender que todas as nossas ações tem reações e que nunca saberemos como nossas palavras e provocações serão recebidas por outras pessoas. É preciso enxergar além do estereótipo que criamos e enxergar pessoas, não apenas um rótulo que usamos para nos separar e odiar."

INFORMAÇÕES DO LIVRO
Título: A Lista Negra
Autora: Jennifer Brown
Ano de publicação: 2012
Páginas: 272
Editora: Gutenberg
No idioma: Português
Gênero: YA
ISBN: 9788565383110
Minha Avaliação: 5,0/5,0
Data da Resenha: 10/04/2017
Crítico: Vanessa Januth

Nenhum comentário

Postar um comentário

Os comentários publicados não representam a opinião do site ou dos autores e são de total responsabilidade do usuário que os editou e submeteu à publicação.

 
Desenvolvido por Michelly Melo.

Personalizado por Eve Scintilla.