-->

banner topo

[RESENHA] A garota no gelo

1 Comentário


    A trama policial, que se passa em Londres, conta a história da detetive Erika Foster. Com um enredo bem detalhado e envolvente, a história gira em torno de uma mulher que está voltando à sua profissão após um tempo afastada.
Erika volta para investigar  um caso bastante curioso, que chocou todos: a filha de uma família muito influente em Londres é encontrada morta em um lago congelado. Conforme a história vai se desenrolando, vão surgindo ligações entre o assassinato da jovem com a morte de três prostitutas que sofreram violências semelhantes.

"Seus olhos estão arregalados... Seus lábios estão entreabertos... Seu corpo está congelado... Mas ela não é a única."

    O livro prende a atenção do leitor facilmente, tendo uma leitura leve, fazendo bastante menção à ruas e outros pontos de Londres. Erika precisa resolver o caso, ao mesmo tempo que lida com seus traumas após a perda do marido.
A  razão da ligação entre os fatos é apresentada apenas nos capítulos finais. No entanto, o prólogo conta a cena que antecede o assassinato e isso já é o suficiente para que sua curiosidade faça você ler o livro rapidinho.

    Quanto mais a investigação caminha para a resolução do caso, mais o assassino está próximo de Erika. E o final é surpreendedor, considerando diversas hipóteses que haviam para descobrir o criminoso. Você passa o livro todo criando teorias para no final ser alguém que não tinha imaginado.

"- Parece que, de novo, o frio de hoje vai ser de congelar..."

     Para quem gosta de literatura policial, esse é um livro bom, que trabalha em cima da questão de "quem é o assassino?". A garota no gelo ainda conta com mais dois livros: The Night Stalker e Dark Water. Ambos contam histórias de outras investigações de Erika.


INFORMAÇÕES DO LIVRO
Título:  A garota no gelo
Autor:  Robert Bryndza
Ano de publicação: 2016
Páginas: 320
Editora: Gutenberg
No idioma: Português
Gênero: Literatura policial 
ISBN: 9788582354049
Minha Avaliação: 4,5/5,0
Data da Resenha: 10/04/2017
Crítico: Tamires Trescastro
 
Desenvolvido por Michelly Melo.

Personalizado por Eve Scintilla.