-->

banner topo

[CRÍTICA] Filme Uma quase dupla

SINOPSE
Keyla (Tatá Werneck) e Claudio (Cauã Reymond) são dois policiais que não têm nada em comum, mas se veem obrigados a trabalhar juntos na pacata cidade de Joinlândia. Ela é uma investigadora competente que acha que pode resolver tudo sozinha. Ele é um subdelegado boa praça e nada eficiente. Os dois vão formar uma dupla improvável e juntos, tentar capturar um habilidoso assassino em série.



CRÍTICA
   Joinlândia é uma cidade do interior onde tudo é tranquilo, porém, um assassinato acontece e o delegado da cidade decide solicitar a ajuda de uma investigadora do Rio de janeiro para ajudar a solucionar o caso, parece até roteiro de um filme policial ou de suspense não é? Mas esse é um filme de comédia nacional e temos como protagonistas Tatá Werneck e Cauã Reymond nos papéis de dois policiais tentando solucionar uma série de assassinatos em meio de muitas confusões.

   Confesso que não sou muito fã da Tatá, para mim ela interpreta a mesma personagem em todos os projetos que ela participa e nesse filme não é diferente, parece que está interpretando ela mesma, já o Cauã convenceu como um cara mimado pela mãe e um policial incompetente, mas os dois juntos tem química e vende como uma dupla.

   O filme faz piada com tudo e satiriza os filmes policiais, temos todos os clichês possíveis, tendo momentos que as piadas funcionam e fazem rir, porém, tem outros que forçam bastante e acaba virando uma comédia pastelão. O próprio longa não se leva a sério, temos muitas referências e a trilha sonora do filme já é motivo de muitas risadas, temos a trama da investigação bem construída e por incrível que pareça me surpreendi com o desfecho do "caso", só não entendi muito bem a cena final do filme.

Se você gosta das comédias nacionais e de filmes policiais e está a procura de uma comédia pastelão esse filme é pra você!

A data de estreia do longa está marcada para 19 de julho.

Uma quase dupla - Brasil, 2018
Direção: Marcus Baldini
Roteiro: Leandro Muniz 
Gêneros: Comédia
Elenco:
Tatá Werneck, Cauã Reymond, Louise Cardoso
Duração: 90 min.


*Esse filme foi assistido na cabine de imprensa

4 comentários

  1. Ás vezes é complicado trabalhar com muitos clichês em um roteiro, principalmente em comédia. Tem que ter cuidado pra fazer funcionar, estava a fim de ver o filme, mas depois do que vi em alguns sites não sei se vai valer a pena.

    ResponderExcluir
  2. Adoro comédias nacionais e ainda não sabia desse filme. Parece ser bom! bjs Isabela Alves

    ResponderExcluir
  3. Eu estou querendo muito assistir esse filme. Não curto muito filmes nacionais, mas gosto muito da Tatá.

    ResponderExcluir
  4. Oi e. Ainda não assisti e confesso que estou receosa justamente por conta da Tata. Acho ela ótima humorista e adoro o programa dela na TV paga mas como atriz não me convence. A mesma personagem sempre mas vou tentar ver, talvez eu tenha uma melhor impressão.

    ResponderExcluir

Os comentários publicados não representam a opinião do site ou dos autores e são de total responsabilidade do usuário que os editou e submeteu à publicação.

 
Desenvolvido por Michelly Melo.

Personalizado por Eve Scintilla.