-->

banner topo

[CRITICA] Filme Em Pedaços

Nenhum comentário
     A Alemanha é um dos países que mais luta contra o seu passado. A ascensão do nazismo nos anos 30, para muitos cidadãos, é uma mancha na história. Através de seu novo filme, o premiado diretor de origem turca, Fatih Akin, retrata o ressurgimento desse tipo de ideologia extremista em seu país. Em Pedaços consegue, com os planos de câmera ideais, um roteiro muito bem estruturado e atuação impecável de Diane Kruger, nos fazer sentir o mesmo que Katja Sekerci, a protagonista alemã que tem marido e filho de origem turca assassinados em um atentado promovido por neonazistas.




     O filme tem um ponto de vista bem claro e autoral, por isso é importante conhecer seu realizador: estamos falando de um diretor de origem turca, que produz em um país (ou mesmo em um continente) onde a discriminação contra árabes e curdos só cresce. A intenção dele com essa obra é descarar o preconceito, a xenofobia. E Fatih Akin utiliza todos os recursos cinematográficos para isso. Desde a movimentação frenética da câmera quando Katja descobre o assassinato, passando por um trabalho incrível com as cores escolhidas para cada momento do longa, até um plano visto de cima, que dá o tom de urgência na resolução do capítulo em que está inserido.

     Falando em capítulo, o filme é dividido em três deles (Famíla, Justiça e O Mar), cada um com introdução, desenvolvimento e conclusão. Mas cada conclusão deixa uma brecha para o capítulo seguinte. A narrativa entrecortada reforça a ideia que está fixada no título do filme: tudo está em pedaços, a protagonista, sua família, a justiça alemã e, num momento maior, a própria sociedade. A resolução final não é das mais surpreendentes, mas, como eu sempre gosto de frisar, no cinema o mais importante não é o que acontece e sim como acontece: a jornada de Katja é o elemento principal aqui. Ainda mais uma jornada interpretada com tanta veracidade por Diane Kruger, merecida vencedora do prêmio de Melhor Atriz em Cannes. Essa realidade que nos é transmitida, condiz com as "filmagens caseiras da família" que são introduzidas durante o longa.




     Em Pedaços foi o filme escolhido para representar a Alemanha no Oscar e, infelizmente, não foi selecionado (o que deixa com mais vontade de assistir aos que foram selecionados para a categoria Melhor Filme Estrangeiro). Mesmo assim é um filme forte, sobre uma mulher forte que é dissecada para o espectador, vale muito a pena ser visto.


Em Pedaços (Aus dem Nichts) — Alemanha/ França, 2017
Direção:
 Fatih Akin
Roteiro: Fatih Akin, Hark Bohm
Elenco: Diane Kruger, Denis Moschitto, Numan Acar, Samia Muriel Chancrin, Johannes Krisch, Ulrich Tukur, Ulrich Brandhoff, Hanna Hilsdorf
Duração: 106 min.


*Esse filme foi assistido na cabine de imprensa pela Aliança dos Blogueiros

 
Desenvolvido por Michelly Melo.

Personalizado por Eve Scintilla.