-->

banner topo

[RESENHA] QUATRO VIDAS DE UM CACHORRO


O livro no início pode parecer um pouco estranho por ser narrado em primeira pessoa pela visão de um cachorro chamado Toby, um vira-lata que fala de seus três irmãos e de como foi parar num canil. 

    Acho que o autor não foi muito feliz ao entrar na pele de um cão e achar que ele chamaria seus irmãos de "mana", "veloz" e "faminto", entre outros costumes que achei super estranhos. O fato de os cachorros não conversarem entre si me incomodou e somado às coisas que achei bizarras reduzi meia estrela. É como se o cão só raciocinasse em pensamento e quando abre a boca só sai latidos indecifráveis pelos seus semelhantes.
    Após sair das ruas e ir para um abrigo em péssimas condições, onde um cão chamado Maioral é quem dá as ordens até a chegada de Spike, um cão bem maior que acaba quebrando a pata de Toby, são levados para um canil e Toby acorda sendo um filhote novamente e com sete irmãos. Um Golden Retriever que consegue escapar de um canil até encontrar uma família que o acolhe com todo amor e lhe dá o nome de Bailey.
Chorei quando Bailey partiu. Foi a melhor vida e a melhor história das quatro.

Obs.: Não é spoiler eu falar que ele morreu, pois o livro é sobre um cão que reencarna. Obviamente para isso ele precisa morrer.

    Na terceira vida ele é Elleya. Ellie. Uma fêmea. Um pastor alemão que trabalha para a Polícia.
Em sua última vida ele é um labrador e tem oito irmãos. Achei que o cachorro focou tanto em ajudar os outros que esqueceu da sua própria vida, pois não teve uma companheira em nenhuma de suas vidas.
   O mais legal do livro é pensar que ele não teria feito as coisas que fez se não fosse pelas experiências adquiridas em suas vidas passadas. Ele estava ali com um objetivo e eu queria saber qual era. O livro me fez chorar várias vezes e nos faz refletir sobre o propósito da vida.

“Perguntei-me por um instante se os gatos também voltavam depois da morte, mas logo descartei a ideia porque, na medida do que pude observar durante todo esse tempo, os gatos não tinham qualquer propósito.”
Esse livro foi foi cedido pela Editora Harper Collins Brasil no 1º evento da Alinça dos blogueiros.

INFORMAÇÕES DO LIVRO
§ Autor: W. Bruce Cameron,
§ Editora: Harper Collins Brasil
§ Gênero: Romance
§ Páginas: 288
§ Ano de publicação: 2016
§ No idioma: Português
§ ISBN: 9788569514718
§ Avaliação média: 4.6
§ Minha avaliação: 4,5/5
§ Data da resenha: 21/03/2017
§ No Skoob

16 comentários

  1. Primeiro pensei que uma história narrada do ponto de vista de um cão seria interessante, agora já não tenho tanta certeza. Adorei a resenha, parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Oi,
    Fiquei muito interessada em ler a história de Toby, mesmo com os pontos fracos que você comentou. Eu sempre gostei de filmes onde os cachorros são os personagens principais. Acho que vou gostar desse livro.
    Abrçs

    ResponderExcluir
  3. Amo esse livro, sua resenha é surpreendente ^^

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bem?

    Comecei a ler quando soube da adaptação para o cinema, mas não consegui me envolver com a estória. Vou tentar de novo uma outra hora quem sabe não flui né?


    Beijos..

    ResponderExcluir
  5. Nam mlr, eu não leio um livro desse nem me pagando, eu morro de chorar. Marley e eu quase me desidratou kkkkk nem o filme eu vou ver, nao aguento animal morrer kkkkkk
    bjs
    Jo Scarreiro

    ResponderExcluir
  6. Oii,
    Fiquei curiosa para ler esse livro, parece ser bem bonitinho. Como assim gatos não voltam? Poxa! Amo os mimis hehehe
    beijos

    ResponderExcluir
  7. Um cachorro que reencarna é diferente. Os pontos que você levanta como, talvez, negativos no início da resenha, para mim não é problema, teria de ler o livro para compreender melhor. não conhecia a obra e curti a indicação.

    ResponderExcluir
  8. Que fofinho. Porém passo longe de histórias de animais. Sempre fazem chorar, como você já avisou que este te fez.

    Vícios e Literatura

    ResponderExcluir
  9. Esse livro é um daqueles que mexe com nosso emocional, ainda mais se tratando de animais. Eu não sei o que esperar dessa leitura - além de chorar até desidratar -, mas estou bem curiosa com ele. Já que tem feito tanto sucesso.

    ResponderExcluir
  10. Oie!
    Eu amo cães, mas confesso que raramente me conecto quando eles aparecem como principais em livros e filmes, pq morro de chorar, kkk.
    Nesse caso, não sei se o fato de o cão narrar me deixaria incomodada. Talvez sim... Adorei saber mais sobre o livro, mas acho que não entra ainda na minha lista de prioridades.
    Parabéns pela resenha. Amo sinceridade!
    Bjocas,

    www.umdiamelivro.com.br
    www.youtube.com/literamigas4

    ResponderExcluir
  11. Oi!
    Sou apaixonada por cachorro e esse livro já estava na minha lista de desejados. Adorei saber um pouco mais sobre ele e tenho certeza que vou me emocionar muito com a história! Dica mais que anotada. Excelente resenha.

    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Oi, tudo bem?
    Obras com animais não são muito a minha praia, mas acredito que para quem gosta, seria bem legal de acompanhar essa história. Adorei sua resenha, parabéns!

    ResponderExcluir
  13. Olá, gostei da sua resenha sincera e apesar de gostar de livros e filmes sobre animais esse não me chamou a atenção, me pareceu bem estranho, vou passar a dica, bjs

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    Sua resenha está muito boa, mas tem dois elementos que me desmotivaram a ler o livro. Não gosto de histórias de reencarnação e não gosto de livros sobre animais. Então acho que essa dica vou deixar passar. Mas quem gosta dos temas abordados vai amar o livro.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  15. Olá...a última história que li envolvendo animais de estimação acabou com minhas emoções, kkk
    Elas sempre tendem a mexer com gente.

    Abraços

    ResponderExcluir
  16. Quando eu achei que nada ia me fazer chorar mais do que Marley & Eu, vem esse livro maravilhoso com um filme melhor ainda. Fui obrigada a sair do cinema e ir direto lavar o rosto

    ResponderExcluir

Os comentários publicados não representam a opinião do site ou dos autores e são de total responsabilidade do usuário que os editou e submeteu à publicação.

 
Desenvolvido por Michelly Melo.

Personalizado por Eve Scintilla.